Anúncio

Polícia de Trânsito de Santarém usa dois pesos e duas medidas?



Você está no trânsito e se depara com a placa de sinalização ao lado, o que você entende? Vou lhe dar um tempo para pensar... 



De acordo com o Código de trânsito Brasileiro - CTB, esta placa indica que é PROIBIDO estacionar neste local, entre 7 a 18 horas, certo? Minha resposta é: DEPENDE.

Eu estava caminhando na rua Galdino Veloso por volta das 16 horas da tarde desta quarta-feira, 3 de agosto de 2011, quando avistei na frente do prédio da Previdência Social de Santarém - Pará, dois policiais do Policiamento de Trânsito - PTRAN conversando com um cidadão. Na mão de um deles estava um papel, no qual ele escrevia. Percebi que aquele cidadão estava sendo multado. Ao analisar a cena, percebi o erro do taxista: Ele havia estacionado em local proibido, conforme regulamentado pela placa ao lado. Tudo bem, o taxista errou. Multa bem aplicada.

No entanto, ao analisar melhor a cena, percebi que um carro, a serviço da Advocacia Geral da União - AGU, estava logo atrás do táxi, estacionado também em local proibido. Rapidamente saquei o meu Milestone 2(Meu tijolão, Risos) com câmera de 5MP e comecei a registrar a cena. Nesse momento os policiais estavam terminando de aplicar a multa e foram saindo, e eu corri para falar com o taxista. Perguntei à ele se ele havia sido multado e ele me respondeu que sim. Eu perguntei novamente, "E o que eles(os policiais) falaram sobre esse carro que está atrás do seu, esse carro a serviço da AGU?", ele inocentemente me respondeu: "Não, eles disseram que esse carro está à serviço deles."

PRIMEIRO, eu não entendi. O Carro da AGU está à serviço do PTRAN?

SEGUNDO, mesmo que estivesse à serviço do PTRAN, ele poderia estacionar em local proibido?

TERCEIRO, os policiais do PTRAN foram embora e o carro continuou lá. O carro não estava à serviço deles?

Quando, eles (os policiais do PTRAN) olharem esta postagem, eles vão logo alegar - como já fizeram em outra ocasião -  que este carro está estacionado legalmente, de acordo com o Código de Trânsito Brasileiro, artigo 29, inciso VII.

No entanto ao observarmos o código de trânsito brasileiro, veja o que ele diz:

Art. 29. O trânsito de veículos nas vias terrestres abertas à circulação obedecerá às seguintes normas:

VII - os veículos destinados a socorro de incêndio e salvamento, os de polícia, os de fiscalização e operação de trânsito e as ambulâncias,além de prioridade de trânsito, gozam de livre circulação, estacionamento e parada, quando em serviço de urgência e devidamente identificados por dispositivos regulamentares de alarme sonoro e iluminação vermelha intermitente
, observadas às seguintes disposições: 


Logo, o código de trânsito está sendo claro: Um carro de polícia, de bombeiros, de fiscalização, operação de trânsito ou de salvamento só pode estacionar em "qualquer" local, quando em serviço de urgência e tem que está devidamente identificados com os dispositivos regulamentes de alarme sonoro e iluminação.


Aliás, mesmo querendo, o carro da AGU não está enquadrado no artigo 29. Pelo menos que eu saiba, não está. Ele é de salvamento? É de fiscalização? De apagar incêndio? Eu acho que não é não.





Nesse caso, não dar pra entender porque o PTRAN usa dois pesos e duas medidas. O taxista foi multado, o carro da AGU ficou lá quietinho, sem nenhum problema, sem nem ao menos ser notificado. Eu não entendo. Quem entender isto, favor me explicar.









Veja também:  Policiais de Trânsito de Santarém querem nos fazer cumprir uma lei que nem eles mesmo cumprem.






Esse blog te ajudou? Então divulgue-o para que ele possa ajudar outros usuários!
Cole esse código no seu blog.
Blog do Ronilson


Postar um comentário

2 Comentários

  1. ola caro amigo meu nome e sandro e gosto muinto deste blog,no entanto acho que essa sua perseguiçao contra os policiais do ptran esta chegando quase que no ponto do ridiculo e imoral, me disculpe as palavras mas na minha opiniao o amigo teria que ter ido la na hora e ter perguntado aos proprios policiais sobre a situaçao e nao atravez de terceiros, uma vez que o caro amigonestava tao perto tirando fotos,como um leitor que quase sempre concordo com seus comentarios acho que tambem posso discordar, espero que o companheiro seja democratico e poste meu comentario obrigado e parabens mesmo discordado de certas coisas acho o seu blog fabuloso.

    ResponderExcluir
  2. Obrigado pelo comentário Anônimo. Eu respeito a sua opinião. Mas devo lhe esclarecer algumas coisas:
    1º - Eu não estou em uma perseguição ao PTRAN. Muito pelo contrário, este blog está aqui para criticar, mas também para aplaudir. No momento que eu ver eles fazendo algo que mereça o meu elogio, pode acreditar que eu vou elogiar, mas nesse caso não cabia elogio algum...
    2º - Eu iria sim perguntar aos policiais, no entanto, primeiro eu fiquei observando para entender a situação, depois eu fiz as fotos e depois eu fui em direção, mas, nessa hora eles já foram saindo na moto. Não estou dizendo, que eles fugiram para não falar comigo, mas acredito que eles já haviam acabado de multar o taxista. Eu tive que apressar o passo, pois até o taxista já ia saindo quando eu consegui falar com ele, ele já estava de motor ligado e aparentando está apressado.
    3º - Eu não perguntei à terceiros, eu perguntei ao próprio taxista que foi multado.
    4º - Se o o carro da AGU tivesse sido notificado, eles teriam colocado o papel no pára-brisa do carro, mas isso não aconteceu.
    4º - Este blog é democrático, se o PTRAN quiser discordar, mandar uma nota, me explicar dentro da lei, eu publicarei na íntegra.
    De qualquer forma, seu comentário foi muito bem vindo, apesar de se tratar apenas de uma ofensa ao meu post e sem nenhum embasamento legal. Diferente do meu post, que está embasado com fotos e com todo o embasamento da lei.
    Mas, valeu anônimo.
    Há, antes de tudo, quero parabenizar a todos os policiais de trânsito e os demais, que cumprem a lei literalmente, pra todos, sem distinção. À estes sim, os meu sinceros PARABÉNS.

    ResponderExcluir