Anúncio

Resumo da reunião do reitor da UFOPA com o comando de greve –5ª feira –07 de julho de 2011


PRESENTES:

Administração Superior:

* Prof. José Seixas Lourenço - Reitor

* Reitor Prof. Aldo Queiroz - Pró-Reitor de Planejamento

* Profª. Arlete Moraes –Pró-Reitora de Administração

* Prof. José Aquino –Pró-Reitor de Ensino

* Sr. Bernardino Ribeiro –Procurador Jurídico

* Sr. Jorge Tribuzy –Superintendente de Infra estrutura

* Srª Eliane Diniz –Diretora de gestão de Pessoas-PROPLAN

* Sr. Hélio Corrêa –Diretor de CTIC



Comando de greve:

* Eric Braga

* Elenise Arruda

* Sheyla Gama

* Daiane Taffarel

* Dayan Serique

* João Elias



Representação do SINDTIFES e Comando de greve da UFPA:

Ângela



PONTOS DISCUTIDOS

1) Movimento nacional de greve

O reitor se posicionou solidário ao movimento, pois concorda com as reivindicações do movimento



1.1) Quanto ao ponto/frequência

O reitor informa que não há nenhuma orientação da reitoria em relação ao corte de ponto. Que será garantido o direito de greve na UFOPA; O Pró reitor de Planejamento –Prof. Aldo Queiroz fala que a PROPLAN não orientou sobre o não recebimento de folha de ponto. A diretora de Gestão de pessoas-Eliane Diniz informa que por parte da diretoria de gestão de pessoas também não há orientação quanto à recusa de folha de ponto por parte do chefe imediato. Que já orientou vários chefes sobre isso. O procurador jurídico informa que não há porque o ponto ser assinado pelo servidor, não é interesse nem pro servidor e nem para o chefe imediato. Diz ainda que a Administração da UFOPA não tem poder de reconhecer a greve como ilegal, pois é um movimento nacional, por isso só em nível nacional pode ser julgada ilegal. Ficou acordado então que não haverá problemas para os servidores quanto ao lançamento de faltas e que não é necessário o servidor assinar o ponto durante a greve.



1.2) Quanto ao assédio moral 

Foi informado pelo comando de greve alguns relatos de servidores que sentiram assediados por suas chefias. O Reitor, o Pró-reitor de Planejamento e a Diretora de Gestão de Pessoas falam que não tem conhecimento desses casos. E que devem ser informados formalmente para tomarem as providências necessárias. Foi proposta pelo comando de greve a publicação pela administração superior de uma nota de repúdio a qualquer tipo de assédio. Mas depois de algumas ponderações, como por exemplo, a nota dar entender que existem estes casos aqui na UFOPA e que conforme foi falado pelos membros da Administração superior não existe nada registrado, não foi aceita a proposta pela reitoria. Apesar de longa discussão sobre a questão ficou acertado deste ponto ainda fazer parte da pauta em próximas reuniões com a reitoria, por ser uma questão polêmica e que gera a necessidade de ser verificada com mais cautela.



1.3) Quanto à comissão publicada em portaria oficial para acompanhar a greve

Foi sugerido pelo comando de greve a dissolução da comissão por parecer uma fiscalização do movimento. O reitor disse que é uma leitura equivocada e que a função da comissão é acompanhar o movimento e fazer uma interlocução com o comando de greve. Por isso a comissão será mantida. Foi proposto então pelo comando de greve que a comissão fosse paritária, que o reitor fizesse parte e presidisse a mesma e ainda que o servidor Jorge Tribuzy saísse da referida comissão, em decorrência de várias reclamações de servidores lotados na superintendência de infraestrutura . O reitor aceitou a comissão paritária e fazer parte como presidente. Mas não aceitou a saída do servidor Jorge Tribuzy. Fica acertado de ser levada a proposta da comissão paritária para a assembléia dos técnicos e caso seja aprovada, serão escolhidos sete servidores para compô-la e logo em seguida encaminhados os nomes para a reitoria.



1.4) Quanto ao apoio da reitoria ao movimento

Foi proposto pelo comando de greve a publicação pela reitoria de uma nota de apoio ao movimento nacional de greve. O reitor aceitou e disse que até o fim do dia publicaria uma nota se solidarizando ao movimento de greve dos técnicos.



2) Calendário de reuniões da reitoria com o comando de greve

Ficou acertada uma reunião para o dia 14 de julho, ás 10h, para continuar discutindo pontos de interesses dos servidores. Aguardamos a participação dos colegas na programação. 

Abraços!




Elenise*.



*Elenise é integrante do comando de greve.

Postar um comentário

0 Comentários