Anúncio

Política indigenista é lamentável e caótica, diz general

Venho aqui parabenizar o General Augusto Heleno, Comandante militar da Amazônia, que recentemente colocou a "boca no trombone" alertando sobre a necessidade de rever a política indigenista brasileira e também quanto a necessidade de se levar mais a sério a segurança na Amazônia. Estou perplexo, pois nos nossos dias atuais, nunca tinha vista uma autoridade de tanta importância, como é o General Augusto Heleno, extremamente preocupado com a segurança nacional. Se os índios querem ser tratados sem preconceitos, devem lembrar que também os brancos merecem o mesmo. Essa idéia de declarar o que é do índio e que é "do não índio" é uma das idéias mais absurda que já vi. Imagina se fossemos separar todas as etnias do Brasil, cada um em um lugar.
No entanto, nem todos estão preocupados com a segurança da Amazônia. Após o presidente Lula, ser informado acerca do que o General havia comentado, imediatamente mandou chamá-lo para prestar explicação sobre suas afirmações. Aguns falam até em punição... É essa situações que me indignam, quando uma ONG qualquer protesta, reclama, nossas autoridades até atendem. Quando um General da Amazônia fala é "intimado" à prestar explicações. Sabe, é aquela velha história, quem dita as regras pra nós são "os de Brasília" e nós temos apenas o direito de não discordar de nada.
Matérias relacionadas:

Postar um comentário

0 Comentários