Há 50 anos o pastor e ativista (pacifista) Martin Luther King Jr. nos deixava após o ato covarde de um assassino - Blog do Ronilson

Destaques

Home Top Ad

Post Top Ad

quarta-feira, 4 de abril de 2018

Há 50 anos o pastor e ativista (pacifista) Martin Luther King Jr. nos deixava após o ato covarde de um assassino

Martin Luther King Jr | Foto disponível neste link
Martin Luther King Jr. formou-se em teologia em 1951 e quatro anos depois, concluiu doutorado em Filosofia pela Universidade de Boston. Em 1954 tornou-se pastor em Montgomery, capital do Alabama, local onde ocorriam os maiores conflitos raciais do país. Logo iniciou sua luta pela igualdade de direitos para negros e brancos nos Estados Unidos.

Em 1995 liderou o boicote aos serviços de transportes na cidade após a costureira negra Rosa Parks ter se recusado a ceder o lugar no ônibus para um branco e foi presa. 

É importante ressaltar que até esta época, nos Estados do sul a segregação racial tinha o respaldo da lei. Nos ônibus de Montgomery o motorista tinha que ser branco e os negros só podiam ocupar os últimos lugares. O movimento contra a segregação durou 382 dias e terminou após a Suprema Corte declarar inconstitucionais todas as leis de segregação. Foi o primeiro movimento vitorioso do gênero registrado no solo americano. 

King também é conhecido por suas inúmeras frases impressionantes.
Em 1957 Martin Luther King fundou a Conferência da Liderança Cristã do Sul, sendo o seu primeiro presidente. Passou a organizar campanhas pelos direitos civis dos negros, baseadas na filosofia da não violência, pregada pelo líder indiano Manhatman Gandhi.

Em 1960 conseguiu liberar o acesso dos negros em parques públicos, bibliotecas e lanchonetes. Em 1963 liderou a Marcha sobre Washington, que reuniu 250 mil pessoas, quando faz seu importante discurso, que começa com a frase “I Have a dream” (Eu tenho um sonho), e descreve uma sociedade, onde negros e brancos possam viver harmoniosamente.

Em 1964 foi criada a Lei dos Direitos Civis, que garantia a tão esperada igualdade entre negros e brancos. Nesse mesmo ano Martin Luther King recebeu o “Prêmio Nobel da Paz”. Sua luta se estendeu também nos movimentos contra a Guerra do Vietnã.

Luther King teve sua trajetória interrompida por um tiro enquanto descansava na sacada de um hotel em Memphis, onde apoiava um movimento grevista dos lixeiros. Em 1977, em homenagem póstuma, representado por sua esposa Coretta Scott King, recebeu a Medalha Presidencial da Liberdade. Em 2004 recebeu a Medalha de Ouro do Congresso Americano, pelos 50 anos da promulgação da histórica Lei dos Direitos Civis.

Martin Luther King faleceu em Memphis, Tennessee, Estados Unidos, no dia 4 de abril de 1968.

Fonte: Blog do Ronilson com informações de (1) e (2). 
(1) ~https://www.enterplay.com.br/a-historia-de-martin-luther-king
(2) https://www.ebiografia.com/martin_luther_king/

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Portal Blog do Ronilson, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Bottom Ad

Páginas