Solenidade marca início das obras do Museu de Ciências da Amazônia, em Belterra - Blog do Ronilson

Destaques

Home Top Ad

Post Top Ad

terça-feira, 13 de março de 2018

Solenidade marca início das obras do Museu de Ciências da Amazônia, em Belterra

Resultado de imagem para hospital antigo belterra
Foto do antigo hospital de Belterra
Nesta terça (13), acontecerá uma solenidade marcando o início das obras do Museu de Ciências da Amazônia (Muca), em Belterra. O evento será realizado no Centro de Memória de Belterra.

O Museu de Ciências de Belterra será construído no local do antigo Hospital Henry Ford, destruído por um incêndio em meados da década de 2000. O projeto está orçado em mais de R$ 4 milhões e tem previsão para ser concluído em 2020.
Resultado de imagem para hospital antigo belterra
Foto do antigo hospital sendo destruído pelas chamas.
A obra é uma iniciativa do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Profissional e Tecnológica (Sectet), em parceria com a Prefeitura de Belterra, com o Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e com a Organização de Desenvolvimento Cultural e Preservação Ambiental (AmaBrasil). 

O objetivo do Museu é o de incentivar o patrimônio histórico da região, já que ele foi construído na área da antiga Vila Americana de Belterra, e levar a educação empreendedora e científica para a região, fomentando, assim, o turismo nessa localidade.

Quem vive na floresta é quem mais precisa ter acesso ao conhecimento e as oportunidades que a biodiversidade tem. Levar educação empreendedora e cientifica para a Amazônia tem um significado muito transformador. Essa é a principal contribuição, depois vem as questões da economia do turismo pelo fato de estarmos recuperando uma cidade americana no meio da Amazônia”, destacou o titular da Sectet, Alex Fiuza de Melo.

O investimento total do Museu é de R$ 17,6 milhões, sendo R$ 10,5 milhões financiados pelo BNDES para contemplar a restauração das duas caixas d’agua históricas e do Hospital Henry Ford, que abrigará o Museu, e o restante financiado pela Sectet para a recuperação do sistema de abastecimento de água de Belterra e para a manutenção do MuCA.

O Museu irá contar com dois laboratórios, duas áreas expositivas, um cinema com auditório de 60 lugares, coleção natural de espécies da Amazônia e área educativa e administrativa. O Instituto Butantan, um parceiro no projeto, irá deslocar seu quadro de pesquisadores e técnicos para apoiar as atividades museológicas e educativas. Já a Fundação Getúlio Vargas entrará como parceiro para desenvolver a educação empreendedora com foco na bioeconomia.

Fonte: RG 15/O Impacto e Maryane Brito (Ascom/Sectet), Fanpage oficial da Prefeitura de Belterra e fotos do blog Belterra do Tapajós

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Portal Blog do Ronilson, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Bottom Ad

Páginas