Anúncio

[ UFOPA ] Em carta vice-reitor contra-ataca pró-reitor


Uma carta feita pelo pró-reitor da UFOPA, Marcos Ximenes e publicada no site oficial da UFOPA - e posteriormente divulgada aqui neste blog -, onde o pró-reitor citou o vice-reitor está dando o que falar. 





O descontentamento começou devido uma visita que o vice-reitor fez à Brasília com alguns deputados do PT, onde segundo a carta do vice-reitor, em "audiência com o Ministro da Educação o que foi externado ao Ministro, pelos parlamentares, foi o seguinte: “existe uma insatisfação da comunidade acadêmica no que se refere à ausência de uma gestão democrática e transparente, ausência de prestação de conta pública e participativa, assim como, o grande anseio da comunidade acadêmica pela eleição para Reitor”.  





Vários jornais já estamparam o caso em suas manchetes, e alguns já falam em "crise política" (PT x PSDB ???).





Pois é, hoje o vice-reitor se manifestou sobre o caso e divulgou uma carta em resposta ao pró-reitor. O Blog do Jeso publicou a carta em primeira mão. 





Veja abaixo, na íntegra, a carta do vice-reitor da UFOPA:





Senhor Marcos Ximenes Ponte,





Em face aos últimos acontecimentos, sinto-me na obrigação de fazer alguns esclarecimentos/comentários a respeito de sua “Carta aos colegas companheiros da equipe de dirigentes da UFOPA” publicada no site da UFOPA, no dia 02/05/2012.





(1) Eu estive presente na qualidade de convidado da Bancada de Deputados Estaduais e Federais do PT, em uma audiência com o Exmo. Sr. Aluízio Mercadante, Ministro da Educação, no dia 18/04/2012, às 17:00 horas, nas dependências da Câmara Federal, em Brasília . Em nenhum momento neguei ou tentei esconder, e não tenho motivos ou razões para fazer isso, ao contrário, fiz questão que essa audiência fosse publicizada à comunidade acadêmica da UFOPA; Afinal, senhor Pró-reitor, a minha indicação como Vice-Reitor Pró-tempore da UFOPA foi uma indicação apoiada pela citada bancada. Mas desses fatos o senhor tem total conhecimento ou pelo menos deveria saber;





(2) Nesta audiência com o Ministro da Educação o que foi externado ao Ministro, pelos parlamentares, foi o seguinte: “existe uma insatisfação da comunidade acadêmica no que se refere à ausência de uma gestão democrática e transparente, ausência de prestação de conta pública e participativa, assim como, o grande anseio da comunidade acadêmica pela eleição para Reitor”. Senhor Pró-reitor, isso é novidade para o senhor? O Senhor desconhece essas demandas? O senhor não considera essas demandas um problema para o processo de consolidação da UFOPA? Essas demandas me incomodam. Eu considero-as problemas;





(3) Em momento algum, Prof. Marcos Ximenes, levantei inverdades ou apresentei documento de qualquer natureza ao Exmo. Sr. Ministro, não havendo então confabulação de conspiração alguma. Ademais se formos analisar o significado do verbo conspirar significa dizer que eu e os parlamentares presentes formamos uma associação criminosa? Isso é destrato, desacato, humilhação, discriminação e desmoralização de minha pessoa e dos parlamentares. Confirmei sim o que foi dito pelos parlamentares. Afinal, tanto minha função de gestor quanto minha condição de funcionário público me obriga a isto. Não consigo compreender porque a exposição da verdade do que ocorre em nossa instituição lhe pode ser tão incômoda;





(4) Em função do que foi relatado acima, e considerando que após mais de dois anos de sua implantação o MEC não fez nenhuma inspeção ou uma visita técnica à UFOPA, foi solicitado, por mim, que fosse realizada uma visita para avaliar o processo de consolidação, assim como, para ouvir a comunidade acadêmica;





(5) Como encaminhamento dessa audiência, o Ministro da Educação determinou que o Secretário de Ensino Superior (SESU) realize uma visita à UFOPA, juntamente com uma equipe técnica do MEC, para avaliar o processo de implantação, dialogar com a comunidade acadêmica e elaborar um relatório a ser apresentado ao Ministro da Educação;





(6) Vale ressaltar que, Senhor Pró-reitor, antes mesmo de minha nomeação (08/07/2011) como Vice-Reitor, tenho atuado e trabalhado para a consolidação da Universidade Federal do Oeste do Pará (UFOPA). Não sei se é do seu conhecimento, mas desde a criação da Comissão de Implantação da UFOPA venho colaborando nesse processo. Portanto, antes mesmo da criação da UFOPA e, principalmente, antes mesmo do senhor fazer parte da Administração Superior da UFOPA, eu já estava trabalhando pela consolidação desta Universidade; e trabalhado de forma constante e atuante;





(7) Após minha nomeação como Vice-Reitor, uma das minhas principais atuações tem sido no sentido de dialogar com a comunidade acadêmica e tornar a Administração Superior mais próxima das mesmas, mesmo sabendo que isto poderia significar algum desgaste de minha pessoa junto às categorias frente ao desconforto destas com a atual Administração superior da UFOPA, mas não me furtei;





(8) Igualmente tenho dialogado com o poder executivo e com o poder legislativo, do município, na busca de apoios para os projetos da UFOPA. E esses apoios já estão sendo concretizados, como podem ser citados a aprovação de limites para construção de prédios no campus Tapajós e visita dos vereadores à UFOPA, assim como, a incorporação de vias públicas à área da Universidade, além do remanejamento das famílias da Rua Santana que ainda estão residindo no terreno doado pelo Exército a UFOPA. Portanto, me estranha a reação e a repercussão do convite feito ao Vice-reitor pela Bancada de Deputados Estaduais e Federais do PT. Ressalta-se que durante o processo de implantação, o Magnifico Reitor realizou reuniões/encontros nos quais o deputado Lira Maia e o Senador Flexa Ribeiro foram convidados e não me lembro de reações exacerbadas como esta;





(9) Portanto, senhor Pró-reitor, não admito que o senhor afirme, conforme feito em sua carta, que eu estiolo a imagem desta Instituição. Vale lembrar que após esta gestão pro-tempore, eu voltarei a ser exclusivamente professor. E o senhor? Se alguém tem motivos e razões para consolidar a UFOPA, este sou eu. Eu sou santareno, minha família reside em Santarém, eu sou professor da UFOPA e o senhor?





(10) Lamento profundamente toda a publicidade negativa que este evento trouxe para a UFOPA. Lamento a sua atitude e lamento mais ainda as suas insinuações e calúnias. Jamais esperei que um ex-Reitor, pudesse ter um comportamento tão leviano e irresponsável, o qual, este sim “estiola a imagem da nossa universidade”;





(11) Nesse sentido, repudio veementemente e, tomarei todas as medidas administrativas e judiciais, das acusações feitas a minha pessoa pelo senhor, Prof. Marcos Ximenes, Pró-Reitor da PROPPIT;





Estes são os fatos que precisavam ser esclarecidos à comunidade acadêmica da UFOPA e à comunidade externa.





Santarém, 07 de maio de 2012.


Atenciosamente,





Prof. Clodoaldo dos Santos


Vice-Reitor Pró-tempore




Para entender melhor leia:




Com informações e foto do Blog do Jeso

Postar um comentário

0 Comentários