Anúncio

[ JOGO DO BICHO ] Operação conjunta das polícias Civil e Federal prende quatro empresários




Foto do Oimpacto mostra as máquinas sendo apreendidas 


Até o empresário homenageado pela PM de Santarém foi preso.





Na manhã desta quarta-feira, 25, as Polícias Federal e Civil, deram início a operação “Caça-caçador” e apreenderam cerca de 60 máquinas caça-níqueis e quatro pessoas foram presas.



As máquinas apreendidas foram lacradas e levadas para a Superintendência de Polícia Civil em Santarém. Cerca de 35 pessoas que detinham estas máquinas também foram detidas e em seguida foram ouvidas pelo superintendente Gilberto Aguiar e pelo delegado Sílvio Birro, que estavam à frente da Operação, junto com uma centena de policiais civis e federais.






A Polícia Federal em cumprimento ao mandado de busca e apreensão decretou a prisão temporária dos acusados identificados como: Reginaldo de Paiva Lima, dono de uma locadora de bilhar que funciona na avenida Magalhães Barata; Geraldino Alves de Lima, pai de Reginaldo; Railson Rabelo Chagas e Celso Augusto Rattes, proprietário da loteria Paratodos, que segundo a polícia, possuía o ponto central de exploração de jogo do bicho na cidade.







Foto do Portal Notapajós


Durante a operação foram apreendidos computadores, armas, documentos e dinheiro. 





Os quatro acusados respondem por crimes contra a economia popular, corrupção ativa e passiva e contrabando.







Segundo o delegado Silvio Birro, a operação “Caça-caçador” estava sendo montada há cerca de dez meses pela Polícia Civil, em conjunto com agentes da Polícia Federal. A operação faz parte de uma ação da Justiça para coibir o jogo do bicho em todo o Brasil.





Jogo do bicho  em Santarém





No dia 01/04/2012 foi postada a seguinte pergunta aqui no Blog do Ronilson: Se o Demóstene tivesse apoiado o jogo do bicho de Santarém, ele também teria sido homenageado? A pergunta foi feita devido a prisão do Senador Demóstene por envolvimento com o empresário de jogos Carlos Cachoeira.





A seguir foi feita outra pergunta: "Será se a PF está investigando os bicheiros de Santarém também?  Ou as máquinas de jogos encontradas em Santarém e Belterra tem autorização para funcionarem?" 





As duas perguntas, se deram pelo fato do empresário Celso Rates ter sido homenageado no final do ano passado pela Polícia Militar. Segundo o Blog Cidade de Santarém a homenagem se deu "por 'inestimáveis' serviços prestados ao órgão auxiliar do 3º BPM", e por isso a PM expediu "diplomas '5' outorgados com pompa, continências, discursos" e até com direito à "Hino Nacional".





É pelo visto se houver um "Demóstene" aqui em Santarém ele também corre o risco de ser preso.







Leia mais em:




Com informações do blog Cidade de Santarém , do "O impacto" e do Portal Notapajós

Postar um comentário

0 Comentários