STF disse à Marinor Brito: NÃO e NÃO, você não será mais senadora - Blog do Ronilson

Destaques

Home Top Ad

Post Top Ad

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

STF disse à Marinor Brito: NÃO e NÃO, você não será mais senadora


Marinor Brito perde a vaga no senado para Jader barbalho e volta para o seu "Pará grande"







Jader dando thau à Marinor?


Lembram da Marinor Brito? Ela havia assumido um cadeira no Senado, após receber meros 27% dos votos dos paraenses, devido seus adversários Paulo Rocha ( PT ) e Jader Barbalho ( PMDB ) terem sido barrados pela Lei da Ficha Limpa. 





Marinor ficou conhecida no senado pelos evangélicos ao apoiar a PL 122. Agora recente, no plebiscito sobre a divisão do Pará, ela destacou-se ao esquecer suas origens - Alenquer - e os votos obtidos pelo povo da grande área do Tapajós e Carajás, e defendeu a NÃO divisão do Pará. Incrivelmente, logo após o plebiscito a Senadora perdeu a sua vaga no senado, após o STF liberar a posse de Jader no Senado. Em breve, a ex-quase-senadora deve voltar para Belém, para ficar no "seio" do Pará grande e unido, ou então ela voltará para Alenquer, onde apenas 3,60% defenderam a NÃO divisão do Pará, enquanto que, os demais 96,40% foram contrários ao pensamento da ex-senadora e votaram no SIM para criação do Tapajós.



Vejam a notícia publicada pelo Portal Terra, e logo em seguida eu volto:





Jader Barbalho agradece decisão do STF de liberar posse no Senado





O senador eleito do Pará Jader Barbalho (PMDB-PA) comemorou nesta quarta-feira a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de lhe dar o direito de tomar posse. Para Barbalho, "a Justiça venceu" ao decidir que ele não deve ser impedido de assumir o cargo pela Lei da Ficha Limpa.





"A Justiça venceu. O Supremo Tribunal Federal liberou, hoje à tarde, minha posse no Senado. Obrigado, meu Pará", disse Barbalho por meio de seu perfil no Twitter.





Mais cedo, o presidente do STF, ministro Cezar Peluso, desempatou o julgamento que analisava o recurso de Jader Barbalho (PMDB-PA) para tomar posse como senador. Ele teve quase 1,8 milhão de votos, mas foi barrado na Lei da Ficha Limpa. Jader solicitou ao ministro Peluso que usasse sua atribuição de presidente da corte para aplicar o voto de minerva. Com a posse, quem perderá a vaga no Senado é Marinor Brito (Psol-PA).





O peemedebista foi barrado por ter renunciado ao mandato de senador, em 2001, evitando assim um processo de investigação de desvios do Banpará e também denúncias de fazer parte do desvio de dinheiro a Superintendência de Desenvolvimento da Amazônia (Sudam). Para a sua defesa, Barbalho foi apenas alvo de denúncias publicadas na imprensa. Ele sempre negou qualquer irregularidade.





Em março, o STF decidiu que a Lei da Ficha Limpa não valeria para as eleições de 2010 e alguns candidatos barrados entraram na Justiça para assumir seus cargos eletivos. Ontem, o ex-governador da Paraíba Cassio Cunha Lima (PSDB-PB) tomou posse como senador. Cunha Lima teve mandato de governador cassado em 2008 por abuso de poder.





Em maio, foi a vez de Marcelo Miranda, também barrado pela Ficha Limpa, tomar posse no Senado. Ex-governador pelo Estado do Tocantins, Miranda teve mandato cassado por abuso de poder político. Ele conseguiu mais de 340 mil votos nas eleições de 2010. (Fonte: TERRA )




VOLTEI
É verdade, que não sei se temos muito a comemorar, pois afinal, Jáder Barbalho voltou ao senado. Mas, enfim, não vou comentar ou questionar uma decisão do STF... Mas, devo dizer que isto é prova que a qualquer momento as coisas podem mudar de lugar. Aguardem, pois em breve Marinor aparece de novo pedindo o nosso voto, o voto dos "separatistas", que ela abandonou. O primeiro NÃO que Marinor tomou foi do STF, o próximo será o meu e poderá ser o seu também. As eleições vem aí... e aí meu voto para a Marinor refletirá aquela célebre frase do Roberto Justus quando ele apresentava o Aprendiz Sócio 5: "Marinor, você está demitida".

Há, antes de terminar minha "postagem comemorativa", devo mencionar que Jader Barbalho também não apareceu a favor do Tapajós não, então, fiquem atento neste também...





Enquanto ainda era senadora, Marinor defendeu Belém.

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Portal Blog do Ronilson, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Bottom Ad