PERIGO: Cuidado ao compartilhar informações no Facebook - Blog do Ronilson

Destaques

Home Top Ad

Post Top Ad

terça-feira, 20 de setembro de 2011

PERIGO: Cuidado ao compartilhar informações no Facebook


O Facebook esconde um perigo que nem todos já perceberam. Adicionamos muitas pessoas, amigos, vizinhos, patrão e etc... e esquecemos que nem sempre as informações podem ser compartilhadas com todos eles. É por isso que é importante criar grupos e definir, na hora de publicar no status, quem pode ver o que você está publicando.



Veja a imagem abaixo e eu volto a seguir:











EXPLICANDO A IMAGEM ACIMA:



"Três alunos estão na sala de aula, todos usando celulares, e resolvem atualizar o Facebook.

A "Aluna 1" dar Bom dia, e logo em seguida, mais dois colegas de sala de aula(o Aluno 2 e o 3)comentam o status dela e também dão bom dia. O que eles talvez não perceberam é que a professora (Que eles inocentemente adicionaram), apesar de não estar na sala de aula naquele momento, também estava on-line. A professora então, resolve comentar o status da "Aluna 1" e diz: "Eu vou ai já já tomar este teu celular". O português foi meio confuso, mas deu para aluna entender o tom ameaçador do comentário. Depois a professora fala ao Aluno 3: "Eu to vendo 'fulano'"...

O fato acima, foi real e eu vi no Facebook. Os nomes dos alunos e da professora foram preservados por questões de privacidade.

Mas, acho que deu para ilustrar o perigo que enfrentamos no Facebook ao ser amigo de muitas pessoas...


Um fato curioso, é que nesta escola (Escola Waldemar Maués, situada em Belterra - Pará), os professores podem usar celular e os alunos não podem.

ATUALIZAÇÃO 22/09/2011


Bem gente, após eu receber três comentários(de um ignorante) sobre este post, nos quais fui chamado de LESO, e fui acusado de defender a MULECADA (da escola Waldemar Maués) eu resolvi fazer esta atualização deste post.

PRIMEIRO, gostaria de expor, que posso até parecer, mas não sou LESO, conforme fui chamado. Basta ver minha conduta, aqui e no Facebook. Meu objetivo é informar, é debater os assuntos que são de relevância para meus assíduos leitores. Diferente de alguns que usam o Facebook, para ficar com discussões bobas (Quem lê esta parte, que entenda).

SEGUNDO, eu não sei, se é conveniente chamar os nobres alunos da escola Waldemar Maués de MULECADA. Acho interessante, que ao defendermos nossas ideias, mantenhamos o respeito pelas pessoas.

TERÇEIRO, eu estudei na Escola Waldemar Maués, e conheço muitos alunos que lá ainda estudam, e acho que conheço bem esta escola, mas do que muitos que pensam ser os donos do conhecimento.





No primeiro comentário o anônimo (que eu acredito não ser anônimo, pois
está claro quem é) mencionou a lei, 7.269/2009. Antes de tudo, vejam a
lei a seguir e eu volto logo abaixo para comentar algumas coisas.



Mergulhando na lei 7.269/2009:




GABINETE DA GOVERNADORA
LEI 7.269, DE 6 MAIO DE 2009


Dispõe sobre a proibição do uso de telefone celular, MP3, MP4, PALM e aparelhos eletrônicos congêneres , nas salas de aula das escolas estaduais do Estado do Pará.

A ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO PARÁ estatui e eu sanciono a seguinte Lei:
Art. 1º – Fica proibido o uso de telefone celular, MP3, MP4, PALM e aparelhos eletrônicos congêneres, nas salas de aula das escolas estaduais do Estado do Pará.
Parágrafo único – Quando a aula for aplicada fora da sala específica, aplica-se o princípio desta Lei.
Art. 2º – Fica compreendida como sala de aula todas as instituições de ensino, fundamental e médio do Estado do Pará.
Art.3º - Deverá ser fixado em local de acesso e nas dependências da instituição educacional, nas salas de aula e nos locais onde ocorrem aulas, placas indicando a proibição.
Art. 4º – Em caso de menor idade os pais deverão ser comunicados pela direção do estabelecimento de ensino.
Art. 5º – O Poder Executivo regulamentará essa Lei no prazo de noventa dias contados da data de sua publicação.
Art. 6º – Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.




PALÁCIO DO GOVERNO, 6 DE MAIO DE 2009
ANA JÚLIA DE VASCONCELOS CAREPA
Governadora do Estado

Diário Oficial nº 31414 de 08/05/2009







ANALISANDO A LEI:

A - O artigo 1º proíbe o uso, não apenas para alunos, pois aqui não está especificado. Logo, todos devem cumprir esta lei. Nada de professores atendendo celular dentro de sala de aula. "Lei é lei", e deve ser cumprida. Essa história de dizer que o professor pode, e mandar os alunos cuidarem da vida deles é pura IGNORÂNCIA. Vejam o que diz o art. 1º:
Art. 1º – Fica proibido o uso de telefone celular, MP3, MP4, PALM e aparelhos eletrônicos congêneres, nas salas de aula das escolas estaduais do Estado do Pará.
Parágrafo único – Quando a aula for aplicada fora da sala específica, aplica-se o princípio desta Lei.

B - O artigo 2º tem um entendimento um pouco difícil. Se for cumprir a lei "ao pé da letra", é proibido usar celular em toda a escola e não apenas nas salas de aulas. Outra interpretação (Esta me parece mais convincente), que foi deixada nos comentários pelo "Dr. Cortez" é que este artigo é uma descrição que vale para o ensino fundamental menor, ensino fundamental maior e ensino médio.¹
Art. 2º – Fica compreendida como sala de aula todas as instituições de ensino, fundamental e médio do Estado do Pará.

C - O artigo 3º deixa claro que tem haver PLACAS INDICANDO A PROIBIÇÃO. Entendeu? Pla-cas de si-na-li-za-ção( Soletrando fica mais fácil para fixar o conhecimento). No entanto, quando eu fiz esta postagem, na escola Waldemar Maués, ainda não tinha placa nenhuma. Agora que estão divulgando esta lei por lá, depois que o BLOG DO RONILSON fez esta postagem. Vejam o art. 3º na íntegra:
Art.3º - Deverá ser fixado em local de acesso e nas dependências da instituição educacional, nas salas de aula e nos locais onde ocorrem aulas, placas indicando a proibição.




Portanto, gostaria de deixar bem claro, que quando eu escrevi: "Um fato curioso, é que nesta escola(Escola Waldemar Maués, situada em Belterra), os professores podem usar celular e os alunos não podem." eu não estava apoiando o descumprimento da lei, e sim o total cumprimento. Aquela história de "façam o que eu mando, mas, não façam o que eu faço" ficou para trás à muito tempo. Hoje, vivemos em outra época. Todos tem direito e deveres. Tanto o professor, quanto o aluno e até o diretor, devem cumprir a lei. Aliás, devo dizer, que os professores devem ser o exemplo em tudo.


Há, quem assina o post é eu mesmo, Ronilson dos Santos, não preciso assinar como ANÔNIMO.


Se você desejar fazer o download desta lei em PDF click aqui.
Click aqui, se quiser ver esta notícia publicada no Diário oficial.




¹ Interpretação do arti. 2º atualizada em 25/09/11 após comentário do Dr. Cortez


 


ATUALIZAÇÃO em 22/08/2012


Faço questão de ressaltar que a leia acima é direcionada à escolas estaduais do Pará. Para outros estados e outras escolas você deve verificar se há uma legislação específica ou alguma norma da escola sobre o assunto. O certo é que o bom senso ainda é a melhor coisa. Em algumas universidades por exemplo, é permitido o uso do celular para que o acadêmico faça pesquisa na internet e etc... Caso seja permitido, acho que o ideal é este uso não incomode o colega ao lado ( tipo ao falar ao telefone, em pleno andamento da aula).


15 comentários:

  1. muito me admiro q um blogueiro tenha coragem ou mesmo a infelicadade de apoiar um absurdo desses, Meu querido , vc precisa se informar primeiro do regimento escolar que rege aquele educandario. Além disso existe uma lei, (só pra vc se informar) nº 7.269, de 6 de março de 2009 q diz o seguinte:DISPÕE SOBRE A PROIBIÇÃO DO USO DE CELULAR, MP3, MP4,PALM E APARELHOS ELETRONICOS NAS SALAS DE AULA DAS ESCOLAS ESTADUAIS DO ESTADO DO PARA. SERÁ Q FICOU CLARO? POR TANTO ANTES DE PUBLICAR FATOS Q VÃO DE ENCONTRO AS LEIS, PROCURE SE INTERAR MELHOR. ESSA FICOU FEIO PRA VC.

    ResponderExcluir
  2. essa doeu, bem feito quem manda não tomar conta da vida própria. A escola tem uma diretora não precisa de mais um , principalment sem noção. Também não precisa de advogado que nem de lei entende.

    ResponderExcluir
  3. meu querido deixa de ser leso de dar ouvido pra essa mulecnada.ada q não quer

    ResponderExcluir
  4. Que legal... É bom ver que a minha postagem abriu um debate importante. Mas, antes de tudo, devo fazer uma análise. Veja a seguir:
    1 - Os 3 comentários acima, foram postados na mesma data - 22/09/2011, e em uma sequência de poucos minutos entre um e outro.
    2 - O tom irônico, o estilo das palavras (que prefiro não comentar) são bastantes parecidos.
    3 - O segundo comentário, menciona que o blogueiro NEM ENTENDE DE LEI. Percebam que o primeiro também menciona.
    4 - Estes comentários foram moderados por mim, e publicados todos no mesmo horário, pelo que posso afirmar, que quem postou o comentário 2 e o 3, não poderia ter visto o comentário 1.
    5 - Os erros de português são bem peculiares... deixa pra lá...
    6 - Logo, devo entender claramente, que A MESMA PESSOA POSTOU OS TRÊS COMENTÁRIOS ACIMA.
    PORTANTO, não me resta dúvida, a cerca da identidade da pessoa que comentou acima... No mínimo parece ser professor(a) da Waldemar Maués. Bem... deixa pra lá, descubram o nome vocês mesmo... Acho que já expliquei demais...

    Diante dos comentários acima, eu resolvi atualizar o POST, e adicionei a ATUALIZAÇÃO 22/09/2011.

    ResponderExcluir
  5. Bom dia Ronilson. essa discussão a respeito de celular em sala de aula é bem polêmica. porém, algumas coisas podem ser ditas aqui. primeiro, acredito vc, pelos seus ultimos comentarios, deu margem para alunos inconformados com essa decisão, em usar de todas as formas o celular, dizendo que se os professores podem, eles também podem. observe que mesmo que os professores usem, a maioria não utiliza em sala de aula. possuem bom senso na utilização, o que não ocorre com esses alunos, que 99% usam para ficar passando mensagem, mostrar se é moderno o suficiente, ou até abusando da presença do professor em sala de aula ouvindo musica com fone de ouvido. não venha me dizer que é extremamente necessário o uso para caso de emergência. a escola pode ter um numero caso os pais precisem. agora, acredito que você é uma pessoa inteligente e usa da internet para informar, foi infeliz em incitar uma grande discussão ao falar que se os professores pode, os alunos também podem. ta errado isso e você sabe. está em lei e no bom senso das pessoas. pense mais no que você escreve e tente ver a lei. assim como você diz que todos temos direitos e deveres, existe o pensamento e respeito de cumprimento a leis. não é questão de ah eu posso mas vocês não podem. existem regimentos de escola, e mais essa lei que deve ser cumprida. você está istingando a ter muito mais polêmica ao dizer que se professor pode, os alunos também podem. situações diferentes, mentes diferentes. e antes que você fale, também fui aluna do Waldemar Maués, e conheço a maioria dos professores. qualquer dúvida, fale comigo. e eu assumo o que eu falo.

    ResponderExcluir
  6. Boa Ronilson, sou aluno da escola acima sitada e sem duvidas eu como aluno e como cidadão gostei de mais do seu post..
    quem dera se todo mundo pensasse assim..

    ResponderExcluir
  7. Boa tarde Lívia. Obrigado por comentar. Quanto ao seu comentário gostaria de lhe esclarecer algumas coisas:
    Em momento algum, na postagem acima eu escrevi o que mencionou: “Que se os professores podem, eles(os alunos) também podem”, muito pelo contrário, o que escrevi foi: “ATENÇÃO ALUNOS FIQUEM DE OLHO: Vocês não podem usar o celular? Pois saibam que os professores TAMBÉM NÃO PODEM.” Parece algo parecido, mas não é. É bem diferente. Não estou dizendo que os alunos PODEM, mas sim que TODOS NÃO PODEM.
    Ou seja, eu defendo o total cumprimento da lei. Bem que a lei poderia ter aberto uma exceção aos professores, mas a lei não abriu esta exceção. Não sou eu que vou abrir esta exceção não é? Bem se a escola tiver no regimento (ou sei lá onde) um artigo, ou qualquer coisa, que justifique o uso do celular (e do Facebook) pelos professores, podem me mandar que eu irei publicar. Agora, é interessante que quando forem falar aos alunos, expliquem os motivos pelos quais os professores podem e os alunos não podem.
    Apesar, de eu entender, que tanto os alunos, quanto os professores em alguns momentos, tem alguma situação de emergência, eu nem entrei neste mérito da questão. Pois assim, eu estaria defendendo algo que não está na lei.
    Quanto eu ser infeliz ao ter publicado isto, não é a primeira vez que “ouço”(ou melhor, que leio) isto por aqui. Confesso que estou me acostumando. Vejo que as postagens “infelizes” fazem até mais sucesso que as “felizes”. De qualquer forma, obrigado pelo seu comentário. Sinta-se a vontade. Aqui o debate é democrático...
    Gostaria também de deixar bem claro, que não estou colocando os alunos da Waldemar Maués contra os professores, muito pelo contrário, respeito à todos. Assim como não aceitei quando o(a) “anônimo(a)” acima chamou os alunos da Waldemar de “mulecada” eu também defendo o total respeito aos professores da Waldemar Maués, e não só desta escola, como de todas as escolas do Brasil.
    Em momento algum, faltei com o respeito aos queridos professores que tanto se esforçam no exercício de sua profissão. O que eu comentei acima, foi apenas um fato ocorrido, e o teor da lei que regra este assunto.

    ResponderExcluir
  8. Rick obrigado por comentar. Continue sempre visitando o BlogDoRonilson

    ResponderExcluir
  9. Olá Ronilson!
    Gostei como vc escreveu, no entanto, houve um comentário interessante: a maioria dos alunos querem usar o telefone para mostrar que são plugados.E, infelizmente ainda tem um ou dois professores (minoria) que teimou em usar este aparelho!Concordo quando se diz que a lei é para todos! Eu também primo pela justiça!
    Quanto a interpretação da lei art 2: eu entendo que é uma descrição que vale para o ensino fundamental menor, ensino fundamental maior e ensino médio.
    Art3: Ele especifica nos locais onde ocorram aula. Portanto, o artigo 2 e 3, não proíbem o professor de usar o celular na sala dos professores, até porque lá, o professor não está ministrando aula (ele está descansando, na hora do seu intervalo, ou pegando algum material..., mas lá não é sala de aula, portanto, aí é inconstitucional vc cobrar algo que não está "fechado" ou "amarrado" na lei).
    Todos sabemos, que sempre há brechas nas leis. ... Foi especificado: na sala de aula ou em qualquer lugar onde se faz sala de aula, ou seja, se o professor levar seus alunos para debaixo da árvore e lá ministrar aula, este lugar torna-se sala de aula. Acho que deu para entender, não é? Um abraço a todos!

    ResponderExcluir
  10. Olá Dr. Cortez...
    Obrigado por comentar. Seu comentário foi muito esclarecedor e muito contribuiu para este debate.
    Sua explicação do artigo 2, foi muito importante. Mas, se eu não estou enganado, abre-se uma "brecha" na lei. Pois, se só é proibido o uso de celular nas salas de aulas(Conforme o art. 1), ou em qualquer local que a aula esteja sendo ministrada(Conforme o art.2), nada impede que um aluno e o professor atenda o seu celular, nos corredores e em outros locais da escola. Assim como a lei não proíbe o professor de atender o celular fora da sala de aula, também não impede o aluno...
    Outra coisa bem interessante, é o uso da explicação da lei e da boa comunicação entre alunos e professores. Alunos chegaram a nos relatar, que na hora em que foram informados que não poderiam usar o celular, e caso usassem seriam punidos, eles (os alunos) perguntaram para alguns professores: “E para os professores haverá punição?” e a resposta foi: “Cuidem da vida de vocês que nós cuidamos da nossa.” Eu não sei se atitudes como essa, ajudam os alunos a cumprirem a lei.

    ResponderExcluir
  11. Olá Dr. Cortez.
    Após analisar o seu comentário e acharmos de grande relevância, o post foi atualizado. E o artigo 2º passou a constar a interpretação defendida por você.
    Valeu. Aqui comentários como o seu serão sempre respeitados e muito bem vindos. Mais uma vez, obrigado por comentar. Volte sempre.

    ResponderExcluir
  12. Eu fiquei sabendo q a professora não estava usando o celular e sim um PC...séria bom q você procura-se se informar direitos das coisas. Como isso ocorreu na escola seria bom que isso fosse resolvido na escola com alunos e diretores...e não ficar desmentindo fato.

    ResponderExcluir
  13. Amigo Anônimo, eu sugiro que antes de comentar e defender os professores vc leia a postagem primeiro.
    Em momento algum eu disse no exemplo acima, que a professora estava usando o Facebook no celular (Pois não tenho como ter certeza, por isto não afirmei).
    Devo ressaltar que para defender os professores você não precisa chamar este blogueiro de mentiroso.
    Também gostaria de lhe informar, não sou muito fã de comentários que tentam me proibir e me ensinar o que devo postar, e o que deve ser censurado.
    De qualquer forma, seu comentário deixa cada vez mais evidente, a tentativa de defender os professores à todo custo, e não baseado na lei.
    Quando fiz menção da lei, é sobre uso geral de telefones celulares nas escolas e não apenas no exemplo citado, pois repito: " Em momento algum desta postagem, eu afirmei que a professora estava usando o Facebook pelo celular."

    ResponderExcluir
  14. Bom, não sei das regras da escola Waldemar Maués, mas na minha opinião as regras q são colocadas na escola para os alunos devem valer também para os professores, e outra coisa, os computadores das escolas são para fazer perquisas ou até mesmo para ter uma aula de informática com algum professor q entenda do assunto.. e nao para está entrando em facebook...

    'abraços.

    ResponderExcluir
  15. O facebook é uma ratoeira para o mundo criminoso, aqui á dias por curiosidade escrevi no google o meu nome, e enontrei várias pessoas com nomes identicos ao meu, e encontrei a página do facebook, a primeira coisa que apareceu foi a minha foto, e meu nome, estamos na praça pública para qualquer um, não temos proteção de dados nehuma, apenas abri a página, não introduzi nada, vivemos num mundo perigoso, e com o facebook a ajudar o crime, todos os inscritos no facebook estão a expostos a qualquer um, basta saber o teu primeiro e ultimo nome e pronto, devia haver leis para nos proteger, ninguém tem o direito de mostrar a nossa a foto assim sem mais nem menos, só eu deveria ter acesso aquela foto, temos que meter dados falsos no google se queremos nos proteger, agora já não nada a fazer, sou novo na net e não conhecia suas aramadilhas, agora já conheço, e quando acabar o meu contarto com a internet, naõa quero mais internet. Até aqui no google também é o mesmo, ou parecido.

    ResponderExcluir

Post Bottom Ad