Anúncio

Seja igual a esse Ipê.

Nunca desista de nada. Faça como este "pobre" ipê, que mesmo em meio à um deserto provocado pelo desmatamento, mesmo sem seus "amigos", que foram derrubados por devastadoras máquinas, ele não desiste, e resolve embelezar a paisagem sozinho, com sua copa cheia de flores. Ele não é daqueles que diz que "uma andorinha sozinha não faz verão". Ele é apenas uma das muitas árvores que ficam "perdidas" em meio à centenas de hectares de desmatamento, mas não desistiu de florescer.
Talvez "ele saiba" que a vida dele é só uma questão de tempo, até que alguém sutilmente possa por um fim no seu sofrimento, fazendo uma pequena "ferida" eu seu tronco, retirando-lhe a "casca", para que ele possa morrer lentamente e todos que passarem imaginem, "pobrezinho, morreu sozinho". Ou então, até que alguém derrame algum produto químico sobre suas raízes, para que o "pobre ipê" morra intoxicado. Centenas de árvores de lei, tem morrido desta forma. Morrem lentamente, sem nós nem percebermos. É uma morte sagaz.
O "pobre ipê" pode está sentenciado à solidão, vivendo solitário em meio ao seu deserto, e quem sabe, marcado para morrer, mesmo assim ele não desiste, ele pode ser o próximo a morrer, mas não vai se acovardar, não vai se render, vai continuar embelezando a paisagem até morrer, ou ser "assasinado".
Não desista, lute, vá em frente. Faça como o "pobre ipê".

Enviado do meu celular Nokia

Postar um comentário

0 Comentários